26/03/1959 – Brasil 3 x 1 Uruguai

Dentro de campo Paulinho valentim marcou os três gols da vitória brasileira;
Crédito: www.cbf.com.br/Fotos/Revista-Manchete
Ficha Tecnica
Brasil 3 x 1 Uruguai
Campeonato Sulamericano de 1959
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): 26º Campeonato Sul Americano de 1959 – 4º Jogo
• Data (Date): Quinta-Feira, 26 de Março de 1959
• Estádio (Stadium): CA River Plate – Monumental de Núñez, Buenos Aires (Argentina)
• Público (Attendance): 60.000 pagantes – Renda: Sem Registro (No Registry)
• Árbitro (Referee): Carlos Robles (Chile)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Isidro Ramírez Alves (Paraguai / Paraguay)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Alberto Tejada Noriega (Peru)
• Quarto Árbitro (Fourth Official): Sem Registro (No Registry)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Almir Albuquerque, aos 31’/1º Walter Davoire, aos 31’/1º
Orlando Peçanha, aos 31’/1º Néstor Gonçalves, aos 31’/1º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-1 Paulinho Valentim, aos 17’/2º 1-0 Guillermo Escalada, aos 36’/1º
2-1 Paulinho Valentim, aos 37’/2º
3-1 Paulinho Valentim, aos 44’/2º
Brasil – Brazil Uruguai – Uruguay
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
At
At
At
At
01 Carlos Castilho (Gylmar)
02 Djalma Santos
03 Hideraldo Bellini ©
06 Orlando Peçanha [Expulso]
04 Coronel (Paulinho Valentim)
05 Formiga
08 Didi
07 Garrincha (Dorval)
09 Almir Albuquerque [Expulso]
10 Pelé
11 Chinesinho
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
Juan Carlos Leiva
Walter Davoine [Expulso]
William Martínez (Julio Castillo)
Alcides Silveira
Juan Carlos Mesías
Néstor Gonçalvez [Expulso]
Héctor Demarco
Carlos Borges (Roque Fernández)
Vladas Douksas
José Sasía
Guillermo Escalada (Zelmar Aguillera)
Coach: Vicente Feola Coach: Juan Carlos Corazo
Go
At
At
Gylmar dos Santos¹, aos 32’/1º
Paulinho Valentim, aos 16’/2º
Dorval, aos 33’/2º
Mc
At
#?
Roque Fernández, aos 31’/1º
Zelmar Aguilera, aos 20’/2º
Julio Castillo, aos 40’/2º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
0 x 1 3 x 0 3 x 1 “-
● 26ª Edição do Campeonato Sul-Americano de Futebol;
● Participante: Brasil, Bolivia, Argentina, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai;
● Obs: Perto do final do 1º tempo, o atacante brasileiro Almir “Pernambuquinho” Albuquerque estranhou-se com o zagueiro uruguaio Davoine e o pau quebrou entre os dois times;
● Nessa época ainda não existiam os cartões amarelos e vermelhos no futebol;
● Elenco do Brasil no Sulamericano: www.jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com

.:: Galeria de Imagens ::.
Formação do Brasil que venceu os Uruguaios pelo Sulamericano de 1959;
Em pé: Djalma Santos, Castilho, Bellini, Formiga, Orlando Peçanha e Coronel;
Agachados: Garrincha, Didi, Almir Pernambuquinho, Pelé, Chinesinho e Mário Américo;
Crédito: www.cbf.com.br/Acervo-da-CBF
Imagens da briga, generalizada, entre brasileiros e uruguaios no final do jogo;
Crédito: www.cbf.com.br/Fotos/Revista-Manchete

Crônica do Jogo

Naquela noite o Brasil precisava vencer de qualquer maneira. Feola colocou em campo Castilho. Djalma Santos. Belini. Orlando e Coronel. Formiga e Didi. Garrincha. Almir. Pelé e Chinezinho. Os uruguaios jogavam com Leivas. Silveira e William Martinez. Davoine. Gonçalves e Mejia. Borges. De Marco. Douksas. Sasia e Escalada. O jogo começou difícil, com jogadas ríspidas de lado a lado e com ataques esporádicos. Por volta dos trinta minutos, uma bola é lançada na área uruguaia. Almir saltou com Leivas e William Martinez e, na queda, pisou o estômago do goleiro uruguaio. Pelé correu e abriu os braços para mostrar ao juiz que nada havia acontecido, não tirando o olho do que fazia Almir, jogador de gênio explosivo.

Aí começou o tumulto: por trás, inesperadamente, Gonçalves e Davoine chutaram Pelé, que revidou. Neste momento, William Martinez partiu em direção a Pelé, mas foi derrubado por Mário Américo. Caído no chão, atracado com o massagista brasileiro, Martinez foi chutado por Pelé e Coronel. Com o conflito generalizado, Gonçalves saiu a caça de Chinezinho. No meio do caminho, porém, teve a má sorte de enfrentar Paulinho Valentin que saíra do banco de reservas. Paulinho deu um soco violentíssimo que derrubou Gonçalves. Belini teve o ombro deslocado. Castilho um corte no supercílio e Orlando perdeu dois dentes.

Quando a policia argentina conseguiu separar os brigões, o juiz chileno Carlos Robles expulsou Almir e Orlando do Brasil, Davoine e Gonçalves do Uruguai. Com nove jogadores de cada lado, o jogo ficou mais difícil. Mas. aos 36 minutos, Escalado abriu a contagem para os uruguaios. No segundo tempo, Vicente Feola resolveu arriscar. No lugar de Castilho que ainda estava tonto, colocou Gilmar. Trocou Coronel por Paulinho Valentin com a função de jogar na área, e tirou Garrincha colocando Dorval. O resultado foi fulminante. Paulinho empatou aos 17, fez o segundo aos 37 e ainda marcou o terceiro aos 44 minutos dando a vitória ao Brasil no peito e na raça.

Assim que Carlos Robles apitou o final do jogo, um grupo de jogadores uruguaios cercou Belini no centro do campo. Sasia estendeu a mão para Belini, prometendo cumprimenta-lo. O capitão do Brasil deu a mão direita e Sasia com a mão esquerda acertou-lhe um tremendo soco no rosto. Mas não teve jeito de fugir, surgindo, não se sabe de onde, Didi apareceu voando e caiu de pés juntos em cima do uruguaio. E começou tudo de novo. Mais socos, pontapés e dentes quebrados. Com a nova intervenção da policia, finalmente, brasileiros e uruguaios se separaram e foram para os vestiários. Assim, terminou aquilo que foi chamada “A Batalha do Rio da Prata”. (Fonte: futebolbarretos.com.br)

A Batalha do Rio Prata:

Pelo Campeonato Sul-americano de 1959, Brasil e Uruguai travaram um duelo histórico e digno de registro, no Estádio Monumental de Nuñez, na Argentina. Tudo começou aos 40 minutos do primeiro tempo, Almir disputou a bola com Leiva. Ambos caíram. O goleiro levantou-se rapidamente e estendeu a mão para o atacante, que, antes de erguer-se por completo, foi grosseiramente provocado pelos dois zagueiros adversários: primeiro, William Martínez, e logo em seguida, Davoine. Pelé saiu em defesa de Almir e acabou sendo empurrado, despertando a reação de Orlando Peçanha, que atingiu Davoine, levando o conflito a alastrar-se, mobilizando praticamente todos os jogadores e o pessoal das duas comissões técnicas. Houve de tudo, socos e pontapés em uma autêntica batalha campal, que demorou quase meia hora para ser controlada.

Os brasileiros garantem que bateram mais. Os uruguaios também. A partida foi reiniciada e os uruguaios saíram na frente, Didi tentou dominar uma bola na área, ela resvalou e caiu nos pés de Escalada , que dominou de direita e fuzilou de esquerda no canto de Gilmar, fazendo 1 a 0 finzinho daquela primeira etapa. No segundo tempo time dirigido por Vicente Feola reagiu, com três gols de Paulinho Valentim, no primeiro aos 17 minutos. Paulinho Valentim avançou pelo meio e fuzilou Leivas, que encoberto por William Martínez só viu a bola no fundo do gol. O segundo veio aos 36 minutos, Pelé numa escapada pela esquerda driblou Silveira e Roque Fernández e cruzou para Paulinho Valentim, que numa linda cabeçada marcou o segundo gol brasileiro. O terceiro veio aos 44 minutos, Paulinho escapou em velocidade driblou William Martínez e chutou no canto de Leivas decretando a vitória do Brasil.

Saldo da Pancadaria:

Brasil: Castilho (contusão no supercílio), Bellini (atingido no rosto e nos dentes), Didi (contusão no rosto), Almir (contusão na perna esquerda e mão direita), Orlando (ferida no lábio, contusão na perna esquerda), Gilmar (contusão no pescoço e orelha direita).

Uruguai: William Martínez (hematoma nos dois olhos, cabeça quebrada), Silvera (contusão no abdome), Gonçalves (feridas no rosto e no supercílio), Messias (contusão no rosto e perna esquerda), Douksas (contusão em ambas as pernas), Borges (contusão na perna esquerda). (Fonte: cfb.com.br)


.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.

Anúncios

Deixe um Comentário, uma opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s