Archive for the ‘Jogos Contra Clubes’ Category

22 de Junho de 2008 – Brasil 1 x 0 Seleção Carioca

Alexandre Pato disputa a jogada com o lateral esquerdo Egídio em Volta Redonda;
Crédito: www.hojeemdia.com.br
Ficha Tecnica
Brasil 1 x 0 Sel Carioca
Amistoso Não-Oficial da Seleção Brasileira Olímpica
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Amistoso da Seleção Brasileira Olímpica Sub 23′
• Data (Date): Domingo, 22 de Junho de 2008 – 11:00 hs (de Brasília) TV
• Estádio (Stadium): Gal. Sylvio Raulino de Oliveira “Cidadania”, Volta Redonda/RJ
• Público (Attendance): 8.112 pagantes (Total: 11.505) – Renda: R$ 177.990,00
• Árbitro (Referee): Marcelo de Lima Henrique/RJ (Brasil / Brazil)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Dibert Pedrosa Moisés/RJ (Brasil / Brazil)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Wágner de Almeida Santos/RJ (Brasil / Brazil)
• Quarto Árbitro (Fourth Official:): Sem Registro (no Registry)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Rafael Sóbis André Luiz
Marcelo Lomba, aos 33’/2º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
Alexandre Pato, aos 7’/1º
Brasil – Brazil u23 Seleção Carioca
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Diego Alves (Renan)
02 Rafinha (Nei)
03 Breno (Léo)
04 Alex Silva
06 Leonardo (Filipe)
07 Lucas Leiva (Charles)
08 Ramires (Pedro Oldoni)
05 Hernanes
10 Diego Ribas (Fernandinho)
11 Robinho (Rafael Sóbis)
09 Alexandre Pato
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
Cássio (Marcelo Lomba)
Marcus Vinicius (Édson)
André Luis
Rodrigo Arroz (André)
Egídio
Diguinho (Vinícius Pacheco)
Roberto Lopes
Adriano Felício (Bruno)
Abedi (Jones)
Paulo Sérgio (Ernâni)(Erick Flores)
André Lima (Cássio)
Coach: Dunga Couch: Alfredo Sampaio
16
12
13
15
14
17
18
19
Charles, aos 41’/1º
Renan Soares, no Intervalo
Nei, no Intervalo
Filipe Luis, no Intervalo
Léo, no Intervalo
Fernandinho, no Intervalo
Rafael Sóbis, no Intervalo
Pedro Oldoni, aos 25’/2º
#
#
#
#
#
#
#
#
#
Édson, no Intervalo
Ernâni, no Intervalo
André, aos 21’/2º
Jones, aos 21’/2º
Marcelo Lomba, aos 25’/2º [Expulso]
Erick Flores, aos 28’/2º
Vinicius Pacheco, aos 30’/2º
Cássio, aos 35’/2º
Bruno, aos 38’/2º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
1 x 0 0 x 0 1 x 0
● Jogo de preparação da seleção brasileira visando a disputa dos Jogos Olímpicos de 2008;
● Marcelo Lomba foi expulso no 2º tempo e como a Seleção Carioca não tinha outro goleiro para entrar em campo, o juiz autorizou o retorno de Cássio que já havia sido substituído;
● Brasil: Camisa amarela, calção azul e meias Brancas (Nike);
● Seleção Carioca: Camisa e calção branco e meias azuis;
● Convocação da Seleção Brasileira: jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com/convocações
● Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares, canal 10;
● Próximo Jogo: 28/07 – Cingapura x Brasil, amistoso em Abdul Malik;
Desempenho de Dunga na Seleção Brasileira
Dunga Jgs Vit Emp Der GP GC Saldo
Amistosos 18 13 3 2 34 13 21
Copa América 6 4 1 1 15 5 10
Eliminatórias da Copa 6 2 3 1 8 4 4
Seleção Olímpica 2 1 0 1 1 3 -2
Total 32 20 7 5 58 25 33
Dunga em 2006 6 5 1 0 14 3 11
Dunga em 2007 19 11 5 3 38 16 22
Dunga em 2008 7 4 1 2 6 6 0
.:: Galeria de Imagens ::.
Diego disputa jogada com um zagueiro da seleção carioca em Volta Redonda;
Crédito: www.gazetapress.com/André Mourão/Agif/Gazeta Press
Estádio General Sylvio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda/RJ, 20.255 pessoas;
Crédito: www.bjjforum.com.br

Crônica do Jogo

Sai a seleção principal, entra a seleção olímpica. Mas o clima continua ruim para o técnico Dunga. O treinador foi muito criticado pelos torcedores na magra vitória por 1 a 0 sobre a seleção carioca, neste domingo, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. O gol foi marcado por Alexandre Pato após um presente do zagueiro Rodrigo Arroz.

Antes mesmo da partida, os torcedores vaiaram o quando o seu nome foi anunciado pelo auto-falante do estádio Raulino de Oliveira. A seleção olímpica teve uma atuação muito fraca no primeiro tempo. O gol de Alexandre Pato logo aos sete minutos deu a falsa impressão de que seria o show esperado pelos torcedores. O atacante aproveitou uma falha incrível do zagueiro do Flamengo Rodrigo Arroz, que foi recuar a bola para Cássio. Pato chegou primeiro, driblou o goleiro da seleção carioca e tocou com tranqüilidade para o gol vazio.

Fora o gol, a seleção olímpica só conseguiu criar mais uma boa jogada no primeiro tempo. Após uma bronca de Dunga na equipe, o zagueiro Breno se arriscou no ataque. Ele deu um belo passe para Ramires, que tocou em cima de Cássio. Na sobra, Robinho chutou por cima do travessão. Muito pouco para quem enfrentava uma equipe formada por jogadores de clubes de menos tradição do futebol carioca e outros pouco aproveitados pelos quatro grandes do Rio. Apenas André Lima, do Hertha Berlin, reforçava a equipe.

A seleção carioca teve mais a posse de bola e criou boas chances. O lateral do Vasco Marquinhos perdeu um gol incrível. Ele entrou livre na área e teve muito tempo para pensar e chutar por cima do travessão. A torcida vaiou muito o jogador e passou a gritar Obina após o lance.

A seleção carioca também reclamou de dois pênaltis não marcados pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique lances polêmicos. No primeiro, Leonardo foi cortar de cabeça e a bola bateu na mão do zagueiro Breno. No segundo, o atacante Paulo Sérgio entrou na área pela direita e foi derrubado por Rafinha.

Diego e Robinho voltaram a não jogar bem. Apesar de ter o nome muito gritado pelos torcedores toda vez que tocava na bola, o Rei do Drible não levou muito perigo. E o camisa 10 também teve problemas para armar as jogadas de ataque. A seleção abusou dos passes errados.

Os atletas que atuam na Europa sentiram a falta de ritmo. A maioria estava de férias há três semanas. Lucas teve que sair aos 39 minutos com um problema muscular na coxa esquerda. As vaias vieram com o fim do primeiro tempo junto com os gritos de “Adeus, Dunga”.

Para o segundo tempo, Dunga fez seis modificações na seleção olímpica. Entraram Renan, Nei, Leo, Filipe, Fernandinho e Rafael Sobis. Saíram Diego Alves, Rafinha, Breno, Leonardo, Diego e Robinho. A seleção olímpica até melhorou um pouco no início. Rafael Sóbis deu mais movimentação ao time. Ele teve duas boas chances. Após receber na área, o atacante chutou cruzado e Cássio defendeu. Depois, Sóbis cobrou uma falta na entrada da área por cima do travessão com perigo.

Mas a torcida perdeu a paciência. E começou a apoiar a seleção carioca. Primeiro vieram os gritos de “timinho”. Depois, a cada toque da equipe o tradicional “olé, olé”. Aos 23 minutos, os torcedores começaram um forte “Adeus Dunga!”.

Em campo, a seleção olímpica não conseguia criar muitas oportunidades. O grito de “olé, olé” continuava. E os protestos foram grandes quando André Lima caiu na área e o árbitro mandou novamente o jogo seguir. Dunga resolveu tirar o volante Ramires e colocar mais um atacante, Pedro Oldoni.

Aos 33 minutos, o goleiro Marcelo Lomba saiu da área com a mão para cortar um lance que seria gol certo de Alexandre Pato. O árbitro Marcelo de Lima Henrique resolveu expulsar o goleiro. Foi muito vaiado pelos torcedores. Aí uma pequena confusão. O atacante André Lima iria para o gol. Mas a comissão técnica da seleção carioca não deixou. E Cássio, que já havia saído da partida, voltou do vestiário e entrou na equipe no lugar do atacante.

Mas mesmo com um jogador a mais em campo, a seleção olímpica não conseguiu ampliar o marcador. E deixou o gramado debaixo de vaias da torcida.

Aos 43 minutos, Alexandre Pato furou um chute incrível na área. A torcida foi ao delírio. E começou a gritar: “vergonha, vergonha, time sem vergonha”. (Fonte: Globo Esporte)


.:: Os Times – The Teams – Las Equipos ::.
Seleção Olímpica Seleção Carioca
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
Diego Alves
Rafinha
Breno
Alex Silva
Leonardo
Lucas Leiva
Ramires
Hernanes e
Diego Ribas
Robinho
Alexandre Pato
Charles
Renan
Nei
Filipe Luis
Léo
Fernandinho
Rafael Sóbis
Pedro Oldoni
Almeria (ESP)
FC Schalke 04 (ALE)
Bayern München (ALE)
São Paulo Futebol Clube
Olympiakos (GRE)
FC Liverpool (ING)
Cruzeiro Esporte Clube
Sã Paulo Futebol Clube
Werder Bremen (ALE)
CF Real Madrid (ESP)
AC Milan (ITA)
Cruzeiro Esporte Clube
Sport Club internacional
Clube Atlético Paranaense
Dep. La Coruña (ESP)
Grêmio FBPA
Shakhtar Donetsk (UCR)
Real Betis (ESP)
Clube Atlético Paranaense
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
Cássio
Marcus Vinicius
André Luis
Rodrigo Arroz
Egídio
Diguinho
Roberto Lopes,
Adriano Felício
Abedi
Paulo Sérgio
André Lima
Édson
Ernâni
André
Jones
Marcelo Lomba
Erick Flores
Vinicius Pacheco
Bruno
C.R. Vasco da Gama
C.R. Vasco da Gama
Botafogo Futebol e Regatas
Clube de Regatas Flamengo
Clube de Regatas Flamengo
Botafogo Futebol e Regatas
Boa Vista Futebol Clube
Botafogo Futebol e Regatas
C.R. Vasco da Gama
Clube de Regatas Flamengo
Botafogo Futebol e Regatas
Sem Registro do Clube
Sem Registro do Clube
Sem Registro do Clube
Sem Registro do Clube
Clube de Regatas Flamengo
Clube de Regatas Flamengo
Clube de Regatas Flamengo
Sem Registro do Clube
Carlos Caetano Bledorn Verri Alfredo Sampaio

.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.

7 de Outubro de 2006 – Al Kuwait 0 x 4 Brasil

.:: Amistoso – 2006 – Friendly ::.
Bashar abdollah disputa jogada com Gilberto Silva e Alex no amistoso comemorativo;
Image: www.alamy.com/alamy
Ficha Tecnica
Al Kuwait 0 x 4 Brasil
Friendly: Al Kuwait Sport Club 0 – 4 Brazil
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Amistoso Não-Oficial Comemorativo
• Data (Date): Sábado, 7 de Outubro de 2006, as 19:30 hs (Local)
• Estádio (Stadium): Kuwait Sports Club, na Cidade do Kuwait
• Público (Attendance): cerca de 22.000 expectadores
• Árbitro (Referee): Paolo Bertini (Itália / Italy)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Sem Registro (no Registry)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Sem Registro (no Registry)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Sem Registro (no Registry)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Talal Yusuf Mohammed
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Rafael Sóbis, aos 18’/1º
2-0 Robinho, aos 35’/1º
3-0 Daniel Carvalho, aos 9’/2º
4-0 Kaká, aos 33’/2º
Al Kuwait Sport Club Brasil – Brazil
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
Khalid Al-Fadhli (Shehab Al-Kankoune)
Hussein Hakem
Yaqoub Al-Taher
Nohair Al-Shammari (Samar Al-Murtah)
Fahad Awadh (Ebrahim Shehab)
Mohamed Hubail (Yousef Zayed Al-Youha)
Jarah Al-Ateeqi
Adel Oukla (Mohammed Jarragh)
Waleed Ali Jumah (Fahad Al-Fahad)
Talal Yusuf Mohammed (Bashar Abdullah)
Faraj Laheeb (Bader Al-Mutawa)
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Helton
02 Maicon Sisenando (Daniel Alves)
03 Luisão
04 Alex Costa
06 Marcelo (Adriano Correia)
05 Dudu Cearense (Lucas Leiva)
08 Mineiro (Gilberto Silva)
07 Elano Blumer (Daniel Carvalho)
10 Ronaldinho Gáucho © (Kaká)
11 Robinho (Fred)
09 Rafael Sóbis (Vágner Love)
Coach: Salih Zakaria Coach: Dunga
Go
#
#
#
#
#
#
#
Shehab Al-Kankoune
Samar Al-Murtah
Ebrahim Shehab
Yousef Zayed Al-Youha
Mohammed Jarragh
Fahad Al-Fahad
Bashar Abdullah
Bader Al-Mutawa
13
16
17
18
19
20
21
22
Daniel Alves
Adriano Correia
Gilberto Silva
Kaka ©
Fred
Lucas Leiva
Vágner Love
Daniel Carvalho
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
0 x 2 0 x 2 0 x 4
● Amistosos contra clubes ou combinados não são considerados oficiais pela FIFA;
● Jogo comemorativo dos 45 anos de fundação do Al-Kuwait Sports Club;
● Pelé foi homenageado antes do início do jogo;
● Estreantes na Seleção Brasileira: Helton, Daniel Alves e Lucas Leiva;
● O Al-Kuwait jogou com alguns atletas convidados de outros clubes: Shehab Al-Kankoune e Fahad Al-Fahad (do Al-Kazma), Nohair Al-Shammari e Bader Al-Mutawa (do Al-Qadisiya) e Mohamed Hubail e Mohammed Jarragh (do Al-Arabi);
● Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares, canal 10;
Desempenho de Dunga na Seleção Brasileira
Dunga Jgs Vit Emp Der GP GC Saldo %
Amistosos Oficiais 3 2 1 0 6 1 5 78
Amistosos Não-Oficiais 1 1 0 0 4 0 4 100
Total 4 3 1 0 10 1 9 83
.:: Galeria de Imagens ::.
Imagens dos amistoso entre Brasil e Al Kuwait Sport Club;
Estreantes na Seleção Brasileira: Hélton, Daniel Alves e Lucas Leiva;

Crônica do Jogo

A seleção do Brasil goleou neste sábado o Kuwait Sports Club por 4-0, em um amistoso disputado como parte dos festejos do 45º aniversário do clube da capital do emirado do Golfo Pérsico, assistido por 20 mil pessoas.

O atacante Rafael Sobis, ex-jogador do Internacional de Porto Alegre, com o qual conquistou a última edição da Copa Libertadores da América e que foi contratado recentemente pelo Betis, abriu o placar aos 17 minutos. Aos 36 minutos, o segundo gol foi anotado por Robinho, do Real Madrid.

Em uma jogada individual, o atacante conseguiu se livrar de três zagueiros, superando o goleiro Khaled al-Fadli. Robinho foi o principal pesadelo da zaga kuwaitiana até ser substituído aos 50 minutos de jogo.

No segundo tempo, Daniel Carvalho, um dos últimos convocados pelo técnico Dunga, fez o terceiro gol brasileiro em um belo chute de fora da área aos 53 minutos, depois de passe de Sobis.

Daniel joga no CSKA Moscou (eleito o melhor jogador da última temporada na Rússia), campeão mundial Sub-20 nos Emirados Árabes Unidos em 2003.

Aos 78, o astro Kaká, do Milan, que começou a partida no banco por decisão de Dunga, fechou o placar com o quarto gol em outra jogada pessoal, deixando para atrás três zagueiros.

A partida foi marcada por mais uma fraca atuação do craque Ronaldinho Gaúcho, substituído no intervalo. Apesar disso, o craque do Barcelona arrancou aplausos da torcida em cada uma de suas jogadas.

Com o resultado da partida, o Brasil manteve a invencibilidade após a decepcionante campanha na Copa da Alemanha. Desde que Dunga assumiu o comando, a seleção empatou em 1-1 com a Noruega, venceu a Argentina por 3-0 e derrotou o País de Gales por 2-0.

Os brasileiros voltam a campo para um novo amistoso contra o Equador, na próxima terça-feira em Estocolmo, Suécia.

Esta foi a primeira vez que os pentacampeões do mundo jogaram no diminuto país do Golfo Pérsico. Apesar de desfalcada de estrelas como Ronaldo e Adriano, a seleção dominou a partida deste o princípio.

O Al-Kuwait Club, que contou com a ajuda de vários jogadores kuwaitianos de outros clubes, esteve perto de marcar em duas oportunidades, ambas com chutes livres.

A partida foi patrocinada pelo xeque Sabah al-Ahmad al-Sabah e foi disputada na presença do príncipe-herdeiro, o xeque Nawaf al-Ahmad al-Sabah e vários ministros e membros do governo. Pelé, o melhor jogador de todos os tempos, também foi convidado para assistir ao jogo.

A seleção brasileira teve uma calorosa recepção em sua chegada, na sexta-feira, ao aeroporto do Kuwait, para onde foram centenas de torcedores. Muitos deles seguiram em motos e carros o ônibus da seleção até seu hotel, a 20 km do aeroporto. (Fonte: uol.com.br)


.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.

6 de Setembro de 2005 – Sevilla (ESP) 1 x 1 Brasil

.:: Amistoso – 2005 – Friendly ::.
Jogadores do Sevilla posam junto com os da seleção brasileira antes do inucio do jogo;
Crédito: www.cbf.com.br/Foto/Nilton-Santos
Ficha Tecnica
Chile Sevilla 1 x 1 Brasil
Amistoso Comemorativo do Centenário do Sevilla FC
Brasil
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Amistoso Não Oficial
• Data (Date): Sábado, 6 de Setembro de 2005, as 11:00 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): Ramón Sánchez Pizjuán, Sevilla (Espanha / Spain)
• Público (Attendance): cerca de 22.000 pessoas
• Árbitro (Referee): Rafael Ramírez Domínguez (Espanha / Spain)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Jesús Calvo Guadamuro (Espanha / Spain)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Antonio Marañon Canton (Espanha / Spain)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Sem Registro (no Registry)Nenhuma
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Nenhum (none) Nenhum (none)
Goals | Gols | Sevilla Goals | Gols | Brasil
1-0 Frédéric Kanouté, aos 16’/2º 1-1 Pablo Alfaro (contra), 40’/2º
Sevilla Fútbol Club Brasil – Brazil
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
13 Antonio Notario
04 Daniel Alves
20 Aitor Ocio
39 Pablo Alfaro
03 David Castedo
15 Jesús Navas (Jesuli)
18 Josep Lluís Martí
08 Jordi López (Fernando Sales)
16 Adriano Correia (Antonio López)
07 Javier Saviola (Pablo Ruiz)
10 Luís Fabiano (Frédéric Kanouté)
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Dida ©
02 Cafu © (Cicinho)
03 Lúcio (Luisão)
04 Juan Silveira (Roque Júnior)
06 Roberto Carlos ( Gustavo Nery)
05 Émerson Rosa (Gilberto Silva)
11 Zé Roberto (Renato)
08 Kaká( Juninho Pernambucano)
10 Ronaldinho Gaúcho (Júlio Baptista)
07 Robinho (Ricardo Oliveira)
09 Adriano Imperador (Alex Costa)
Coach: Juande Ramos Coach: Carlos Alberto Parreira
sb
12
17
22
23
Antonio López, aos 10’/2º
Frédéric Kanouté, aos 15’/2º
Jesuli, aos 23’/2º
Fernando Sales, aos 23’/2º
Pablo Ruiz, aos 32’/2º
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
Cicinho, no Intervalo
Luisão, no Intervalo
Roque Júnior, no Intervalo
Alex Costa
Gustavo Nery, no Intervalo
Gilberto Silva, no Intervalo
Renato Dirnei, no Intervalo
Juninho Pernambucano, no Intervalo
Júlio Baptista, no Intervalo
Ricardo Oliveira, no Intervalo
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Alternd Final
0 x 0 1 x 1 1 x 1
# Este jogo marcou as comemoraçoes do Centenário do Sevilla Fútbol Club (1905-2005);
# Brasileiros no Sevilla: Daniel Alves, Adriano Correia e Luis Fabiano;
# Jogos entre seleções e clubes não são considerados oficiais pela FIFA;
# Brasil: Camisa Amarela, Calção Azul e Meias Brancas (Nike).
# Sevilla: Camisa Branca, Calção Branco e Meias Pretas;
# Links Externos (External Links): www.cbf.com.br/seleção-brasileira-contra-clubes
# Links Externos (External Links): www.worldfootball.net/teams/sevilla-fc
# Links Externos (External Links): www.noticias.uol.com.br
# Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares canal 10.

.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.

15 de Novembro de 2003 – Brasil 2 x 0 SC Corinthians (SP)

.:: Amistoso – 2003 – Friendly ::.
Maxwell, disputa a jogada com um corintiano na vitória brasileira;
Crédito: gazetapress.com/Djalma-Vassão/Gazeta-Press
Ficha Tecnica – Match Report
Brasil 2 x 0 Corinthians
Match Report: Brazil U23 2 – 0 SC Corinthians
Ficha Tecnica – Match Report
• Competição (Tournament): Amistoso Não-Oficial
• Data (Date): Sábado, 15 de Novembro de 2003, as 15:00 hs (de Brasilia)
• Estádio (Stadium): Benedito Teixeira “Teixeirão”, em São José do Rio Preto/SP
• Público (Attendance): Sem Registro (No Record)
• Árbitro (Referee): Sálvio Spínola Fagundes (Brasil / Brazil)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Sem Registro (No Record)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Sem Registro (No Record)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Sem Registro (No Record)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Fábio Rochembach Ânderson
Fabrício
Paulinho Jamelli
César
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Robinho, aos 22’/1º
2-0 Edu Dracena, aos 31’/1º
Brasil – Brazil Sport Club Corinthians Paulista
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
At
At
At
01 Gomes
02 Maicon Sisenando
04 Alex Costa
03 Edu Dracena
06 Maxwell
05 Paulo Almeida ©
08 Fábio Rochemback
10 Paulinho (Carlos Alberto)
07 Marcinho (Wendel)
11 Robinho (Nenê)
09 Nilmar (Marcel)
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Doni
02 Wendell (César)
03 Ânderson ©
04 Betão
06 Moreno (Roger)
08 Cocito (Fininho)
05 Fabrício
11 Renato Abreu (Fumagalli)
07 Paulinho Jamelli (Robert)
09 Wilson (Vampeta)
10 Gil
Coach: Ricardo Gomes Coach: Juninho Fonseca
17
18
19
20
Wendel, aos 19’/2º
Carlos Alberto, aos 25’/2º
Nenê, aos 25’/2º
Marcel, aos 25’/2º
15
16
13
14
17
20
Vampeta, no Intervalo
Robert, no Intervalo
César, no Intervalo
Fininho, aos 22’/2º
Fumagalli, aos 26’/2º
Roger, aos 34’/2º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
2 x 0 0 x 0 2 x 0
# Jogos contra clube e ou combinados não são considerados oficiais;
# Brasil: Camisa Amarela, Calção Azul e Meias Brancas (Nike);
# Corinthians: Camisa Branca, Calção Preto e Meias Brancas (Nike);
# Assistie esse jogo ao vivo, pela TV Verdes Mares, canal 10;

.:: Galeria de Imagens ::.
Em Pé: Paulo Almeida, Edu Dracena, Maicon, Alex e Gomes;
Agachados: Robinho, Marcinho, Nilmar, Maxwell, Paulinho e Fábio Rochemback;
Crédito: gazetapress.com/Djalma-Vassão/Gazeta-Press
Formação do Corinthians que jogou o amistoso com a seleção olímpica;
Crédito: gazetapress.com/Djalma-Vassão/Gazeta-Press

.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.

26 de Maio de 2001 – Verdy Tokyo (JAP) 0 x 2 Brasil

.:: Amistoso – 2001 – Friendly ::.
Washington e Júlio Baptista fizeram os gols da vitória do Brasil;
Ficha Tecnica
Verdy Tokyo 0 x 2 Brasil
Friendly: FC Verdy Tokyo 0 – 2 Brazil
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Amistoso Não-Oficial
• Data (Date): Sábado, 26 de Maio de 2001
• Estádio (Stadium): Nacional, em Tóquio (Japão / Japan)
• Público (Attendance): 27.436 expectadores
• Árbitro (Referee): Akira Naotsugo Fuse (Japão / Japan)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Sem Registro (no Registry)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Sem Registro (no Registry)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Sem Registro (no Registry)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Nenhum (none) Nenhum (none)
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Washinton, aos 6’/2º
2-0 Júçio Baptista (cab), aos 39’/2º
Tokyo Verdy 1969 Football Club Brasil – Brazil
Go
Za
Za
Za
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
Kenji Honnami (S. Kikuchi)
Yoshihiro Nishida
Atsushi Yoneyama
Toshimi Kikuchi
Takuya Yamada
Kentaro Hayashi
Yoshiyuki Kobayashi (K. Ishizuka)
Tsuyoshi Kitazawa (D. Kobayashi)
Hideki Nagai (N. Sakurai)
Nobuhiro Takeda (M. Maezono)
Takafumi Ogura (H. Yano)
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Dida
02 Zé Maria Ferreira
04 Edmilson
15 Cláudio Caçapa
16 Léo
05 Leomar
08 Vampeta ©
17 Vágner (Magno Alves) (Leandro)
10 Robert (Ramon)
21 Washington Stacanela (J. Baptista)
09 Sonny Ânderson
Coach: Yasutaro Matsuki Coach: Émerson Leão
1
2
3
4
5
6
Keiji Ishizuka, aos 18’/1º
Masakiyo Maezono, aos 17’/2º
Hayato Yano, aos 24’/2º
Naoto Sakurai, aos 29’/2º
Shinkichi Kikuchi, aos 30’/2º
Daigo Kobayashi, aos 32’/2º
20
22
19
07
Ramon Menezes, no Intervalo
Magno Alves, aos 17’/2º (Leandro)
Júlio Baptista, aos 22’/2º
Leandro Amaral, aos 38’/2º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
0 x 0 0 x 2 0 x 2
● Amistosos contra clubes ou combinados não são considerados oficiais pela FIFA;
● Jogo de preparação do Brasil visando a estréia na Copa das Confederações;
● Estreantes: Léo, Vágner, Magno, Alves, Leandro Amaral, Ramon e Julio Baptista;
● Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares;

Crônica do Jogo

O amistoso em que a seleção brasileira venceu o Verdy Tokyo por 2 a 0, ontem, não conseguiu empolgar nem os torcedores do Japão, ainda que o país esteja a quatro dias de receber a Copa das Confederações e a um ano de abrigar a Copa do Mundo, ambos os torneios em conjunto com a Coréia do Sul.

O Tokyo Stadium, local da partida, recebeu 27.436 torcedores, pouco mais da metade de sua capacidade, para 50 mil pessoas.

O atual momento dos dois times pode não ser a única, mas é pelo menos a mais imediata explicação para o fiasco de público: o Brasil levou ao Japão uma equipe desfalcada de suas principais estrelas e com vários jogadores desconhecidos internacionalmente, enquanto o Verdy é o último colocado entre os 16 participantes da Liga Japonesa.

Nos últimos dois jogos que a seleção fez no país, em 1997 e 1999, ambos contra o Japão, os estádios estiveram lotados.

O amistoso foi promovido pela ONG ambiental japonesa Global Sports Alliance, o que obrigou os capitães dos times a fazerem um breve discurso antes do início do jogo – Vampeta prometeu “um mundo mais limpo e verde”.

O técnico da seleção, Emerson Leão, minimizou a ausência de craques brasileiros como conseqüência do fracasso.

“Isso é fruto de várias coisas: de a J-League não estar empolgando tanto quanto já empolgou, da divisão da Copa do Mundo entre Coréia do Sul e Japão, da situação financeira no Japão, ou, talvez, o jogo tenha sido mal divulgado. Agora, estrela faz falta em qualquer lugar”, disse Leão.

“Mas”, frisou, “de uma forma geral, para nós, o jogo de hoje, atendeu as finalidades.”

A partida serviu para mostrar, principalmente, que a seleção terá que melhorar muito se quiser vencer a Copa das Confederações.

O Brasil fez um primeiro tempo péssimo e teria ido para a segunda etapa em desvantagem no placar não fossem as boas defesas de Dida, que voltou à jogar pela seleção brasileira. O goleiro foi o destaque do amistoso e alvo de elogios de Leão.

No intervalo, o técnico brasileiro trocou o meia Robert por Ramon e cobrou mais vontade de seus comandados, no que obteve algum sucesso.

O primeiro gol surgiu de uma roubada de bola de Ramon no meio-campo. O jogador do Fluminense lançou o atacante ponte-pretano Washington, que chutou forte para marcar. (Fonte: http://www.diariodecuiaba.com.br)

O segundo foi um presente da zaga japonesa: Leandro, que substituiu Magno Alves, machucado, cruzou, um zagueiro do Verdy cabeceou para trás, e o estreante Júlio Baptista subiu mais que o goleiro para, de cabeça, ampliar.

Hoje a seleção brasileira viaja para Kashima, em Ibaraki, onde disputará toda a primeira fase da Copa das Confederações.

A estréia do Brasil na competição será na próxima quinta-feira, contra Camarões, que ontem empatou em 0 a 0 com a Coréia do Sul num amistoso em Suwon, uma das sedes coreanas.

Sobre os africanos, Leão disse saber que disputarão o torneio com oito dos titulares que venceram a Olimpíada de Sydney -naquela competição a equipe africana eliminou o Brasil. O técnico iria assistir hoje teipes de jogos do próximo adversário.


.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.

28/04/1999 – FC Barcelona (ESP) 2 x 2 Brasil

.:: Amistoso – 1999 – Friendly ::.
Ronaldo disputa a jogada com o holandês Cocu no empate debaixo d’agua;
Crédito: www.bleacherreport.com/barça-library
Ficha Tecnica
Chile FC Barcelona 2 x 2 Brasil
Amistoso Comemorativo do Centenário do Barcelona
Brasil
Ficha Tecnica
• Competição (Tournament): Amistoso Não Oficial
• Data (Date): Quarta-Feira, 28 de Abril de 1999, as 15:45 hs (de Brasília)
• Estádio (Stadium): FC Barcelona – Camp Nou, em Barcelona (Espanha / Spain)
• Público (Attendance): cerca de 80.000 pessoas
• Árbitro (Referee): Juan Ansuátegui Roca (Espanha / Spain)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Cardos Paterna (Espanha / Spain)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Hidalgo Aguilar (Espanha / Spain)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Elias Fajula (Espanha / Spain)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Nenhum (None) Nenhum (None)
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-1 Luis Enrique, aos 33’/1º 1-0 Ronaldo, aos 28’/1º
2-2 Phillip Cocu, aos 17’/2º 2-1 Rivaldo, aos 40’/1º
Fútbol Club Barcelona Brasil – Brazil
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
At
At
At
13 Ruud Hesp (Arnau)
02 Michael Reiziger (Nadal)
05 Abelardo
25 Frank de Boer
12 Sergi Barjuan
04 Pep Guardiola © (Xavi)
21 Luis Enrique
15 Phillip Cocu (Roger García)
23 Boudewijn Zenden
07 Luis Figo
19 Patrick Kluivert (Anderson)
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
At
At
At
01 Rogério Ceni
02 Zé Maria (Rogério)
03 Odvan
04 Scheidt
06 Roberto Carlos
05 Flávio Conceição
08 Émerson Rosa
10 Rivaldo
07 Amoroso (Giovanni)
09 Ronaldo Nazário
11 Romário ©
Coach: Louis Van Gaal Coach: Vanderlei Luxemburgo
03
06
08
09
20
22
24
26
27
28
Mauricio Pellegrino
Óscar García
Albert Celades
Soni Ânderson, no Intervalo
Miguel Nadal, aos 33’/2º
Samuel Okunowo
Róger García, aos 18’/2º
Xavi Hernández, no Intervalo
Gabriel “Gabri” García
Francesco Arnau, no Intervalo
12
13
14
15
16
17
18
André Döring (gk)
César Michelon
Rogério, aos 24’/2º
Zé Roberto
Marcos Assunção
Denilson OLiveira
Giovanni, aos 23’/2º
Tempo Normal Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Alternd Final
1 x 2 1 x 0 2 x 2
• Este jogo marcou as comemoraçoes do Centenário do Fútbol Club Barcelona 1899-1999;
• Choveu bastante durante todo o jogo o que prejudicou um pouco o gramado;
• Jogos entre seleções e clubes não são considerados oficiais pela FIFA;
• Brasil: Camisa Amarela, Calção Azul e Meias Brancas (Nike).
• Barcelona: Camisa Azul-Grená, Calção e Meias Azul-Escuro (Nike);
• Estreante pela Seleção Brasileira: zagueiro Scheidt;
• Confira os Gols do Jogo: www.ytgeeks.com/barcelona-2-x-2-brasil
• Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares canal 10.

.:: Galeria de Imagens ::.
Os capitães perfilados com quarteto de arbitragem antes do início do jogo;
Crédito: www.bleacherreport.com/barça-library
Uma das formações do Fútbol Club Barcelona na temporada 1999-2000;
Em pé: Hesp, Kluivert, Rivaldo, Luis Enrique, Pep Guardiola e Frédéric Déhu;
Agachados: Reiziger, Phillip Cocu, Frank de Boer, Zenden e Luis Figo;
Crédito: www.bleacherreport.com/barça-library

.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.

31 de Maio de 1998 – Athletic Bilbao/ESP 1 x 1 Brasil

Os capitães Urrutia e Aldair entram em campo no estádio Sam Mamés;
Crédito: www.vavel.com/centenario-do-athletic-de-bilbao
Ficha Tecnica
A. Bilbao 1 x 1 Brasil
Unoficial Friendly: Athletic Bilbao 1 – 1 Brazil
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Amistoso Não-Oficial (Unoficial Friendly)
• Data (Date): Quarta-Feira, 31 de Outubro de 1990
• Estádio (Stadium): Athletic Bilbao – Sam Mamés, Bilbao (Espanha / Spain)
• Público (Attendance): cerca de 40.000 expectadores (Lotado)
• Árbitro (Referee): David Elleray (Inglaterra / England)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Sem Registro (No Registry)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Sem Registro (No Registry)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Sem Registro (No Registry)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Cafu, aos 9’/2º
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Carlos García, aos 20’/1º 1-1 Rivaldo, aos 4’/2º
Club Athletic Bilbao Brasil – Brazil
Go
Df
Df
Mc
Mc
Mc
At
At
At
At
At
01 Juan José VALENCIA
02 Jesús LA CRUZ
04 Carlos GARCÍA García (A. Larrazábal)
05 Farncisco “PATXI” FERREIRA
03 Mikel LASA Goikoetxea
08 Txomin NAGORE Arbizu
06 Josu URRUTIA Tellería © (J. Marí)
07 Javi GONZÁLEZ Gómez (M. Bermejo)
10 Bittor ALKIZA Fernández (A. Huegun)
11 Jorge PÉREZ (S. Agirre)
09 José Ángel ZIGANDA (I. Urzaiz)
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Cláudio TAFFAREL
02 CAFU Moares (Zé Carlos)
03 ALDAIR Santos ©
04 JÚNIOR Baiano
06 ROBERTO CARLOS
05 CÉSAR Samapio (Leonardo)
17 DORIVA Júnior
07 GIOVANNI Oliveira (Denilson)
10 RIVALDO Vitor
20 BEBETO Oliveira (Edmundo)
09 RONALDO Nazário
Coach: Luis Fernández Coach: Zagallo
20
10
#?
#?
#?
14
Ismael URZAIZ, aos 5’/2º
Aitor LARRAZABAL, aos 10’/2º
Aitor HUEGÚN, aos 27’/2º
Mario BERMEJO, aos 33’/2º
SENDOA Agirre, aos 43’/2º
José MARI
13
18
21
19
ZÉ CARLOS, aos 12’/2º
LEONARDO Araújo, aos 21’/2º
EDMUNDO Alves, aos 23’/2º
DENILSON Oliveira, aos 31’/2º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
1 x 0 0 x 1 1 x 1
• Jogo de comemoração dos 100 anos de Fundação do Club Athletic Bilbao;
• Jogos contra clube e combinados não são considerados oficiais pela FIFA;
• Brasil: Camisa Amarela, Calção Azul e Meias Brancas (Nike);
• Athletic Bilbao: Camisa listrada em Vermelho-Branco, Calção e Meias Pretas;
• Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares, afiliada da Globo;

.:: Galeria de Imagens ::.
Em pé: Júnior Baiano, Taffarel, Aladir, Rivaldo, César Sampaio e Cafu;
Agachados: Bebeto, Ronaldo, Doriva Roberto Carlos e Giovanni; @pnlopes
Crédito: athleticfeelings.blogspot.com.br
Algumas imagens do confronto inédito entre Brasil e Athletic Bilbao;
Crédito: www.miathletic.com

Crônica

El año 1998 fue muy especial para el Athletic. No era para menos, pues el conjunto bilbaíno celebraba los cien años de su fundación. El club organizó diversos actos para tan señalada ocasión. El tenor Luciano Pavarotti abrió las celebraciones con una actuación en San Mamés, una caravana itinerante recorrió todos los pueblos de Bizkaia y se celebró un multitudinadio congreso de Peñas en el Parque Etxebarria de Bilbao. En el ámbito puramente deportivo, el plato fuerte era la visita de la entonces tetracampeona del mundo, la selección de Brasil.

Los hombres dirigidos por Luis Fernández llegaban tras cuajar una excelente campaña. Dos semanas atrás habían logrado el subcampeonato de Liga venciendo al Zaragoza, lo que les dio acceso a la ronda previa de la Champions League. El buen año de los leones hizo que cuatro jugadores fueran convocados por Javier Clemente para disputar el Mundial de Francia que estaba a la vuelta de la esquina. Etxeberria, Guerrero, Alkorta y Roberto Ríos no pudieron alinearse frente a la canarinha.

El partido lo tenía todo para ser un homenaje al Athletic y sus seguidores. El día acompañó. El sol brillaba con intensidad en el cielo del ‘Botxo’ aquella tarde del 31 de mayo de 1998. El rival, de enjundia. Brasil era, por aquel entonces, el mejor combinado del planeta. Los brasileiros defendían título y eran los máximos favoritos para volver a levantar el dorado trofeo.

Ronaldo, Rivaldo, Roberto Carlos, Cafú, Taffarel, Bebeto… Aquella selección transpiraba calidad por cada tejido de su mítica zamarra canaria. Y el histórico Zagallo, técnico de la seleçao, no se guardó nada para lo ocasión. Bien es cierto que se trataba de un choque amistoso, festivo, con un ambiente jovial que invitaba a sumarse a la fiesta. Los sudamericanos usarían los 90 minutos para dar un paso más en su puesta a punto para la Copa del Mundo. Eso sí, ese partido quedará marcado en la historia de la selección del país de la samba, pues era la primera vez (y única hasta la fecha) que la auriverde se enfrentaba a un club. (Fonte: www.vavel.com)


.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.