Archive for the ‘vs FRA / Paris st Germain’ Category

20/04/1994 – Paris Saint Germain/FRA 0 x 0 Brasil

Antes do início do jogo o piloto brasileiro Ayrton Senna cumprimentou Raí;
Crédito: ayrtonsennavive.blogspot.com.br
Ficha Tecnica
PSG 0 x 0 Brasil
Unofficial Friendly: Paris Saint Germain 0 – 0 Brazil
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Amistoso Não-Oficial
• Data (Date): Quarta-Feira, 20 de Abril de 1994
• Estádio (Stadium): Paris st. Germain – Parc des Princes, Paris (França / France)
• Público (Attendance): 35.000 expectadores
• Árbitro (Referee): Alain Sars (França / France)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Sem Registro (No Registry)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Sem Registro (No Registry)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Sem Registro (No Registry)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Nenhum (None) Nenhum (None)
Paris Saint Germain Football Club Brasil – Brazil
Go
Df
Df
Df
Df
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
Bernard Lama
Jean-Luc Sassus
Jean-Luc Dogon
Márcio Santos
Patrick Colleter
Paul Le Guen (Assis)
José Cobos
Richard Witschge (Roméo Calenda)
Bixente Lizarazu
Xavier Gravelaine (David Ginola)
George Weah (François Calderaro)
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Cláudio Taffarel
02 Cafu
03 Ricardo Rocha (Mozer)
04 Ricardo Gomes
06 Branco (Leonardo)
05 Dunga (Mazinho)
08 Raí ©
10 Zinho
11 Rivaldo (Paulo Sérgio)
07 Edmundo
09 Müller
Coach: Artur Jorge Coach: Carlos Alberto Parreira
Mc
At
Mc
Df
Assis Moreira, no Intervalo
François Calderaro, no Intervalo
David Ginola, aos 15’/2º
Roméo Calenda, aos 34’/2º
17
13
15
18
Paulo Sérgio, no Intervalo
Mozer, no Intervalo
Leonardo Araújo, no Intervalo
Viola, aos 17’/2º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
0 x 0 0 x 0 0 x 0 “-
• O Paris Saint Germains jogou reforçado dos jogadores: Jean-Luc Dogon, Márcio Santos, Bixente Lizarazu, Richard Witschge e Philippe Vercruysse (do Bordeaux) e Assis (do Sion, da Suíça);
• Jogos contra clubes e ou Combinados Regionais não são considerados oficiais pela FIFA;
• Outras fontes informam que o jogo foi contra um Combinado Paris st. Germain/Bordeaux;
• Brasil: Camisa Amarela, Calção Azul e Meias Brancas (Umbro);
• PSG: Camisa Azul-Vermelha-Branca, Calção Branco e Meias Vermelhas;
• Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares, canal, afiliada da Globo;
• Próximo Jogo: 04/05 – Brasil x Islândia, Estádio da Ressacada, em Florianópolis/SC;

.:: Galeria de Imagens ::.
O piloto brasileiro Ayrton Senna deu o pontapé incial do jogo;
Crédito: ayrtonsennavive.blogspot.com.br
Elenco do Paris Saint Germain Football Club na temporada 1993-1994;
O brasileiro Raí é o terceiro e Ricardo Gomes é o sétimo em pé da esquerda para a direita;
Crédito: www.psg.fr

Crônica do Jogo

A seleção brasileira empatou em 0 a 0 com o combinado Paris Saint-Germain–Bordeaux, ontem à noite em Paris. Na opinião do técnico Carlos Alberto Parreira, a seleção jogou mal. Parreira disse que não gostou das atuações do atacante Edmundo e do meia Rivaldo.
O treinador, com um sorriso, deu a entender que a partida confirmou sua preferência por uma equipe com dois volantes (meio-campos com função defensiva). Ontem só houve um, Dunga. Na Copa haverá dois, ele e Mauro Silva.

Parreira pretendia manter Edmundo todo o tempo, mas o substituiu por Viola aos 21min do segundo tempo. No plano anterior à partida, era quem Muller sairia.
Rivaldo deu lugar a Paulo Sérgio no intervalo porque Parreira considerou fraco seu desempenho. Para o amistoso contra a Islândia, dia 4, deve ser convocado o atacante Ronaldo, do Cruzeiro.

A seleção não repetiu a perfomance da vitória contra a Argentina no mês passado porque, segundo Parreira, houve mudanças na estrutura da equipe e na escalação.
Ninguém pode querer milagres com tantas mudanças“, afirmou. “Mas nessa fase é importante analisar jogadores para decidir quem vai à Copa.

Ele viu dois problemas graves: o acúmulo de passes errados e o pouco tempo de posse de bola. “Perdíamos a bola facilmente no ataque e depois tínhamos que correr para recuperá-la.” Afirmou o treinador brasileiro;

Entenda as conclusões do técnico com o amistoso: O meia-atacante Paulo Sérgio subiu. O meia Rivaldo desceu. Junto com Edílson, eles disputam a sétima e última vaga no meio-campo entre os 22 jogadores que vão ao Mundial.

No ataque, diminuíram as chances de Edmundo ir à Copa, embora ele ainda seja o favorito na disputa com Ronaldo. O jogador do Cruzeiro não foi chamado para a partida de Paris porque ontem seu clube jogaria pela Taça Libertadores da América.

Parreira defendeu a realização do amistoso contra um combinado de dois clubes franceses (Paris Saint-Germain e Bordeaux) e um suíço (Sion). “Era a única opção que tínhamos.” Para ele, o empate não abala o ânimo da seleção. “A Colômbia acaba de perder para um clube e a Itália levou 2 a 1 de um time da quarta divisão do Campeonato Italiano.

O técnico se irritou duas vezes após o jogo. Na primeira vez, quando foi-lhe perguntado por um repórter de rádio se aceita jogar com cinco atacantes. “Isso não é uma questão séria“, afirmou. Depois, quando um jornalista da TVE da Espanha perguntou-lhe por que o Brasil não jogou de “maneira decente” “O que você pensa?“, respondeu, ríspido. (Fonte: folha.uol.com.br/Mário-Magalhães)


.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.

Anúncios