Archive for the ‘vs JPN / Verdy Tokyo’ Category

26 de Maio de 2001 – Verdy Tokyo (JAP) 0 x 2 Brasil

.:: Amistoso – 2001 – Friendly ::.
Washington e Júlio Baptista fizeram os gols da vitória do Brasil;
Ficha Tecnica
Verdy Tokyo 0 x 2 Brasil
Friendly: FC Verdy Tokyo 0 – 2 Brazil
Ficha Técnica
• Competição (Tournament): Amistoso Não-Oficial
• Data (Date): Sábado, 26 de Maio de 2001
• Estádio (Stadium): Nacional, em Tóquio (Japão / Japan)
• Público (Attendance): 27.436 expectadores
• Árbitro (Referee): Akira Naotsugo Fuse (Japão / Japan)
• Assistente 1 (Assistant Referee 1): Sem Registro (no Registry)
• Assistente 2 (Assistant Referee 2): Sem Registro (no Registry)
• Quarto Árbitro (Fourth Oficial): Sem Registro (no Registry)
Advertências | Cautions | Sent Off Advertências | Cautions | Sent Off
Nenhum (none) Nenhum (none)
Gols | Goals | Goles Gols | Goals | Goles
1-0 Washinton, aos 6’/2º
2-0 Júçio Baptista (cab), aos 39’/2º
Tokyo Verdy 1969 Football Club Brasil – Brazil
Go
Za
Za
Za
Mc
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
Kenji Honnami (S. Kikuchi)
Yoshihiro Nishida
Atsushi Yoneyama
Toshimi Kikuchi
Takuya Yamada
Kentaro Hayashi
Yoshiyuki Kobayashi (K. Ishizuka)
Tsuyoshi Kitazawa (D. Kobayashi)
Hideki Nagai (N. Sakurai)
Nobuhiro Takeda (M. Maezono)
Takafumi Ogura (H. Yano)
Go
Ld
Za
Za
Le
Mc
Mc
Mc
Mc
At
At
01 Dida
02 Zé Maria Ferreira
04 Edmilson
15 Cláudio Caçapa
16 Léo
05 Leomar
08 Vampeta ©
17 Vágner (Magno Alves) (Leandro)
10 Robert (Ramon)
21 Washington Stacanela (J. Baptista)
09 Sonny Ânderson
Coach: Yasutaro Matsuki Coach: Émerson Leão
1
2
3
4
5
6
Keiji Ishizuka, aos 18’/1º
Masakiyo Maezono, aos 17’/2º
Hayato Yano, aos 24’/2º
Naoto Sakurai, aos 29’/2º
Shinkichi Kikuchi, aos 30’/2º
Daigo Kobayashi, aos 32’/2º
20
22
19
07
Ramon Menezes, no Intervalo
Magno Alves, aos 17’/2º (Leandro)
Júlio Baptista, aos 22’/2º
Leandro Amaral, aos 38’/2º
Tempo Regulamentar Prorrogação Penalidades
1º T 2º T Final 1º T 2º T Final Normal Altern Final
0 x 0 0 x 2 0 x 2
● Amistosos contra clubes ou combinados não são considerados oficiais pela FIFA;
● Jogo de preparação do Brasil visando a estréia na Copa das Confederações;
● Estreantes: Léo, Vágner, Magno, Alves, Leandro Amaral, Ramon e Julio Baptista;
● Assisti esse jogo, ao vivo, pela TV Verdes Mares;

Crônica do Jogo

O amistoso em que a seleção brasileira venceu o Verdy Tokyo por 2 a 0, ontem, não conseguiu empolgar nem os torcedores do Japão, ainda que o país esteja a quatro dias de receber a Copa das Confederações e a um ano de abrigar a Copa do Mundo, ambos os torneios em conjunto com a Coréia do Sul.

O Tokyo Stadium, local da partida, recebeu 27.436 torcedores, pouco mais da metade de sua capacidade, para 50 mil pessoas.

O atual momento dos dois times pode não ser a única, mas é pelo menos a mais imediata explicação para o fiasco de público: o Brasil levou ao Japão uma equipe desfalcada de suas principais estrelas e com vários jogadores desconhecidos internacionalmente, enquanto o Verdy é o último colocado entre os 16 participantes da Liga Japonesa.

Nos últimos dois jogos que a seleção fez no país, em 1997 e 1999, ambos contra o Japão, os estádios estiveram lotados.

O amistoso foi promovido pela ONG ambiental japonesa Global Sports Alliance, o que obrigou os capitães dos times a fazerem um breve discurso antes do início do jogo – Vampeta prometeu “um mundo mais limpo e verde”.

O técnico da seleção, Emerson Leão, minimizou a ausência de craques brasileiros como conseqüência do fracasso.

“Isso é fruto de várias coisas: de a J-League não estar empolgando tanto quanto já empolgou, da divisão da Copa do Mundo entre Coréia do Sul e Japão, da situação financeira no Japão, ou, talvez, o jogo tenha sido mal divulgado. Agora, estrela faz falta em qualquer lugar”, disse Leão.

“Mas”, frisou, “de uma forma geral, para nós, o jogo de hoje, atendeu as finalidades.”

A partida serviu para mostrar, principalmente, que a seleção terá que melhorar muito se quiser vencer a Copa das Confederações.

O Brasil fez um primeiro tempo péssimo e teria ido para a segunda etapa em desvantagem no placar não fossem as boas defesas de Dida, que voltou à jogar pela seleção brasileira. O goleiro foi o destaque do amistoso e alvo de elogios de Leão.

No intervalo, o técnico brasileiro trocou o meia Robert por Ramon e cobrou mais vontade de seus comandados, no que obteve algum sucesso.

O primeiro gol surgiu de uma roubada de bola de Ramon no meio-campo. O jogador do Fluminense lançou o atacante ponte-pretano Washington, que chutou forte para marcar. (Fonte: http://www.diariodecuiaba.com.br)

O segundo foi um presente da zaga japonesa: Leandro, que substituiu Magno Alves, machucado, cruzou, um zagueiro do Verdy cabeceou para trás, e o estreante Júlio Baptista subiu mais que o goleiro para, de cabeça, ampliar.

Hoje a seleção brasileira viaja para Kashima, em Ibaraki, onde disputará toda a primeira fase da Copa das Confederações.

A estréia do Brasil na competição será na próxima quinta-feira, contra Camarões, que ontem empatou em 0 a 0 com a Coréia do Sul num amistoso em Suwon, uma das sedes coreanas.

Sobre os africanos, Leão disse saber que disputarão o torneio com oito dos titulares que venceram a Olimpíada de Sydney -naquela competição a equipe africana eliminou o Brasil. O técnico iria assistir hoje teipes de jogos do próximo adversário.


.:: Deixe um Comentário ::.
Se você gostou desse post ou do site indique para seus amigo.
Deixe uma crítica ou uma sugestão.